O que é hostel?

Provavelmente você já ouviu alguém falar em hostel alguma vez na sua vida. Talvez até pensou que a pessoa quis dizer “hotel” e deixou passar batido. Entretanto, as duas palavras têm significados distintos!

No post de hoje, você finalmente entenderá as principais diferenças entre elas. Descubra o que é hostel e entenda quais são as principais vantagens e desvantagens que ele oferece em uma viagem.

Afinal, o que é hostel?

Hostel, também conhecido como albergue, é uma acomodação com um custo mais baixo que as opções tradicionais. Com quartos e banheiros coletivos, a proposta do hostel é baratear os custos e promover a interação entre as pessoas do local. Por isso, acaba atraindo jovens que viajam com orçamento limitado e é uma alternativa de hospedagem mais descontraída.

Esse conceito nasceu em 1912, quando o professor alemão Richard Schirrmann percebeu que havia poucas opções de estabelecimentos que os estudantes que o acompanhavam em suas saídas de campo pudessem pagar.

Para dar o exemplo, Schirrmann abriu um hostel em Altena, um castelo medieval que havia acabado de passar por uma grande reforma. Esse estabelecimento existe até hoje e você pode se hospedar nele!

Como funciona um hostel?

Os albergues espalhados pelo mundo contam, em sua maioria, com quartos coletivos com beliches e armários individuais. Apesar de ter surgido com o objetivo de baratear os custos a partir dos quartos coletivos, já existem hostels que contam com quartos individuais para quem deseja mais privacidade.

Estes locais contam com um tratamento menos formal e é comum que as chaves da porta sejam dadas aos hóspedes durante sua estadia. Também é comum encontrar espaços que mesclam bares e rooftops abertos ao público geral, o que aumenta a possibilidade de interação dos hóspedes com outras pessoas.

A essência de um hostel é baseado na integração dos turistas com um ambiente acessado igualmente por todos, onde experiências são trocadas em busca de um momento incrível – e, claro, econômico. Você pode encontrar pequenas variações, com quartos exclusivos para mulheres em alguns albergues, piscinas e outras áreas de lazer.

Quais são as vantagens?

1 – Economia

Definitivamente, essa é a principal vantagem de se hospedar em um hostel! Como vários quartos são compartilhados entre os viajantes – ou seja, você reserva uma cama –, o custo cai bastante para todos.

Outra grande vantagem que muitos hostels oferecem é a cozinha compartilhada. Quem quiser economizar um pouco ao longo da viagem pode comprar ingredientes em supermercados e preparar as próprias refeições.

2 – Interação

Os hóspedes dos hostels parecem um pouco mais propensos a interagir. Portanto, essa é uma boa opção para quem tem o costume de viajar sozinho e/ou gosta de socializar.

Aliás, vários hostels promovem festas em suas dependências para estimular a interação. Essa é uma boa oportunidade para conhecer gente nova, saber mais sobre outras culturas e conseguir dicas que não estão em guia algum!

3 – Localização

Claro que isso não é uma regra, mas muitos hostels ficam em centros históricos e distritos boêmios, o que facilita o acesso às principais atrações das cidades onde estão localizados.

Mesmo os que não oferecem esse privilégio se preocupam em garantir alguma vantagem em termos de localização, como a proximidade com pontos de ônibus, estações de trem ou aeroportos, por exemplo.

E as desvantagens?

1 – Indiscrição

Apesar de serem baratos, quartos compartilhados oferecem pouca privacidade. Isso significa que você precisará conviver com hábitos – muitas vezes desagradáveis – de gente do mundo todo.

Para contornar esse problema, é possível reservar um quarto inteiro para o seu grupo de amigos ou procurar hostels que ofereçam acomodações privativas. Continua a ser mais barato que se hospedar em um hotel.

2 – Barulho

Por mais que seus companheiros de quarto se esforcem, é praticamente impossível fazer qualquer tipo de atividade sem algum barulho, concorda? Então, prepare-se para sons de portas abrindo e fechando o tempo inteiro!

Nesse caso, recorrer a um quarto privativo não garante mais tranquilidade. Hostels que promovem festas ou contam com bares também precisam ser cortados da sua lista, se esse for um grande motivo de incômodo.

3 – Insegurança

Mochileiros têm um código de honra muito particular em relação a segurança. No entanto, isso não impede que algumas pessoas fiquem com medo de deixar seus pertences em quartos compartilhados.

Dificilmente alguém roubará itens de uso cotidiano, como shampoo ou sabonete. Já documentos, dinheiro e eletrônicos podem ser guardados nos armários que os hostels costumam disponibilizar. Basta levar um cadeado.

Agora você já sabe o que é hostel e pode considerar essa possibilidade! Para fazer viagens ainda mais econômicas, acesse o site da MaxMilhas e garanta passagens aéreas com desconto.

Deixe um Comentário