O que fazer em Veneza? Confira o mini guia da cidade

Descubra os locais incríveis que você não pode deixar de visitar durante a sua viagem pela bela Veneza!

Se há um destino na Europa que mexe com o imaginário de muita gente, sem dúvidas, esse lugar é Veneza, não é mesmo? Um lugar marcado pela ausência de carros, construções seculares, rios que cortam a cidade e, de quebra, uma das culinárias mais famosas do mundo: a italiana (só de pensar, já dá água na boca!).

É justamente por ter tanta coisa para ver, fazer e experimentar que muita gente acaba tendo dificuldade de montar um bom roteiro, pois fica com medo de deixar algo importante de fora. Se esse também é o seu caso, não se preocupe mais!

Neste post, você vai conferir um miniguia com os principais pontos da região. Acompanhe com atenção até o fim!

O que é preciso saber antes de ir a Veneza?

Embora o nosso foco sejam as atrações de Veneza, é importante falarmos de alguns detalhes sobre o seu destino. Afinal de contas, eles podem ajudá-lo a organizar melhor não só o seu roteiro, mas também a sua viagem como um todo — e com isso reduzir gastos e evitar contratempos!

O primeiro deles é que o município é bastante fragmentado, com uma porção continental e outra composta por ilhas. A parte mais conhecida é a Veneza turística onde estão todos os pontos de interesse para os visitantes. Nela não circulam automóveis e para ir de um ponto a outro há duas formas: você pode ir caminhando pelas centenas de pontes ou pegar um barco para cruzar os rios.

Conectada à Veneza turística pela ponte Via delta Libertá, está a Veneza Mestre que é a área continental da cidade que se assemelha ao formato que estamos acostumados: com prédios novos e modernos, avenidas e estradas, tráfego de carros etc. É nessa região em que está localizado o Aeroporto Internacional Marco Polo.

Vale comentar ainda que ambas as partes da cidade contam com diferentes opções de hotéis, hostels e pousadas. No entanto, quem se hospeda na ilha, sai ganhando no custo-benefício. Isso porque você não precisará atravessar a ponte todos os dias para ir e voltar para a sua hospedagem, dá para visitar os pontos turísticos a pé e ter mais tempo para explorar e descobrir os segredos desse destino único.

O que não dá para deixar de visitar na cidade?

Agora que você já sabe das principais informações sobre a cidade de Veneza, está na hora de ficar por dentro do que ver e fazer nesse lugar cheio de história e de cenários arrebatadores. Por isso, fizemos uma lista para te ajudar. Tome nota!

Pontos turísticos ao ar livre

Ponte dei Sospiri, Veneza, Itália

Os espaços ao ar livre em Veneza são, certamente, o ponto alto da região. Ao andar por eles é como estar em um filme de época. As paisagens, as cores, os cheiros, a energia…. Tudo remete ao passado da cidade e atiça a nossa imaginação. Entre os principais pontos turísticos, podemos citar:

  • Ponte dei Sospiri: conhecida como a ponte dos suspiros, é famosa por, supostamente, ser o local de passagem dos prisioneiros encaminhados à nova prisão, Prigioni Nuove, que suspiravam lamentando o encarceramento;
  • Ponte di Rialto: a mais antiga ponte construída na cidade de Veneza;
  • Canal Grande: é o maior canal de Veneza, cortando-a de uma ponta a outra, e onde se concentram os tradicionais passeios de gôndola;
  • Piazza San Marco: principal praça do município e onde se encontra o centro histórico da região. É nela que fica a Basílica de São Marcos e a Torre Veneziana.

Restaurantes, bares, pubs e afins

Como mencionamos, a Itália é o berço de uma das culinárias mais populares do mundo. Portanto, vale a pena aproveitar o momento das refeições para experimentar os pratos típicos da região e vivenciar um pouco da vida noturna local. Abaixo, alguns dos principais lugares para fazer isso:

  • Pizzeria Ristorante Al Profeta: uma das mais famosas pizzarias de Veneza;
  • Taverna Scalinetto: restaurante especializado em frutos do mar;
  • Spaghetteria 6342 A Le Tole Pizzeria: tem um vasto cardápio de massas;
  • Il Mercante Cocktail Bar: um dos bares mais clássicos de Veneza;
  • Frulalà: um bar conhecido por ter frutas não só no cardápio de bebidas, mas também em toda a decoração do espaço;
  • Birreria Al Vecio Penasa: pub especializado em cervejas artesanais.

Espaços culturais e artísticos

Ca' Rezzonico, Veneza, Itália

Fora os pontos turísticos ao ar livre e os diversos cantos para comer e beber, Veneza também conta com uma infinidade de espaços culturais e artísticos. Veja alguns deles:

  • Ca’ Rezzonico: antigo palácio que foi convertido em museu e hoje abriga centenas de obras de arte;
  • New Murano Gallery: galeria com objetos fabricados com vidro seguindo a tradição milenar italiana do murano;
  • Museo Querini Stampalia: resguarda obras literárias raras e, por vezes, com poucos exemplares;
  • Pinacoteca Manfrediniana: detém trabalhos de grandes artistas (como Jacopo Tintoretto and Bonifacio de’ Pitati) e uma vasta coleção de obras de arte do século XVIII.

Locais para fazer compras

Por fim, não poderia faltar nesta lista os locais para se fazer compras. Afinal, muita gente aproveita as viagens internacionais para renovar o guarda-roupa, adquirir eletrônicos, colecionar souvenirs e por aí vai. Por isso, veja as nossas sugestões:

  • Ferrari Store: loja oficial da marca Ferrari que comercializa coleções limitadas de roupas, acessórios e calçados;
  • La Bauta: um ateliê que confecciona as típicas máscaras do tradicional e popular Carnaval de Veneza;
  • Centro Comercial Auchan Porte di Mestre: uma galeria com lojas de diversos setores, como vestuário, eletrônicos, esportivo, cosméticos etc;
  • Calle Larga XXII Marzo: conta com inúmeras marcas de grife como La Coupole, Paul & Shark, Burberry, Tod’s, Gucci etc;
  • Piazza San Marcos: conta com diversas barracas que vendem desde cartões postais e chaveiros até esculturas e pinturas.

Viu só como não falta o que fazer em Veneza? Portanto, aproveite nossas sugestões e monte um roteiro completo para aproveitar cada minuto da sua estadia na cidade. Além disso, não deixe de considerar o que falamos no início do post ao planejar sua hospedagem, locomoção e programação diária. Assim, dá para evitar gastos desnecessários e otimizar o tempo durante a viagem!

    Curtiu o post? Então, aproveite para conhecer mais do país da bota em nosso guia de viagens para a Itália! Sem dúvidas, você vai se encantar ainda mais por esse país. 😉

    Deixe um Comentário