Viaje pelas maiores festas juninas do Brasil

Quer curtir as festas juninas em um lugar especial? Venha saber quais são os melhores destinos para curtir um arraial no Brasil!

Quentão, canjica, quadrilha e muita cor. Festa Junina é sinônimo de alegria e é mais uma oportunidade para viajar na cultura do nosso país. Como viagem é uma coisa que a gente adora, listamos as maiores festas Juninas do Brasil para você viajar com a gente.

 

1. São João de Campina Grande (Paraíba)

São João de Campina Grande, na Paraíba (Foto: Ministério da Cultura / Flickr)

 

É conhecida como a “maior festa de São João do mundo”, que mantém essa tradição desde 1983. São centenas de atrações na cidade de Campina Grande, a 127km da capital João Pessoa.

Comidas típicas, grupos de dança, decoração grandiosa, com direito a queima de fogos e shows de grandes nomes da música brasileira garantem a experiência única. E no dia 13 de junho, dia de Santo Antônio, acontece um imenso casamento coletivo sobre a benção do Santo casamenteiro.

 

2. São João de Caruaru (Pernambuco)

São João de Caruaru, em Pernambuco (Foto: Ministério da Cultura / Flickr)

 

Caruaru fica a apenas 2 horas de Recife e se orgulha do título de Capital do Forró. Durante o mês de junho, a cidade se transforma em um imenso palco para celebrar o ritmo, a dança e a tradição de São João. São quase 500 shows durante todo o mês no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

Há uma extensa programação cultural que envolve quitutes, forrós para até 4 mil bailarinos e muito arrasta pé.

 

3. Forró Caju – Aracaju (Sergipe)

Forró Caju, em Aracaju – Sergipe (Foto: Ministério da Cultura / Flickr)

 

A capital Sergipana se mobiliza com enormes bailes com show, dança típica, barraquinhas e brincadeiras típicas no Forró Caju. Cerca de um milhão de pessoas chegam a transitar entre sanfonas e zabumbas na também tradicional praça Hilton Lopes, cartão postal da capital.

Na Orla de Atalaia, maior praia de Aracaju, é realizado o Arraial do Povo, a montagem de uma cidade cenográfica que imita uma vila do interior. Os shows acontecem na praça Hilton Lopes, um dos cartões postais da cidade. Aproveite para curtir as festas juninas e ainda conhecer a capital sergipana!

É a capital com a maior programação dos estados do Nordeste, já que a maioria das festas de São João costumam a acontecer no interior.

 

4. Mossoró Cidade Junina (Rio Grande do Norte)

Mossoró Cidade Junina, no Rio Grande do Norte (Foto: Allan Phablo – Prefeitura Municipal de Mossoró / Flickr)

 

O evento ocorre há mais de 20 anos no Oeste Potiguar, a 381 km da capital Natal. A abertura da festa é a mais disputada por desfilar o histórico bloco junino “Pingo do Mei Dia” e arrasta uma multidão pelo Corredor Cultural da cidade.

Artistas destaques da cena nacional também se apresentam em shows ao longo de todo o mês colocando todo mundo para dançar. Um grande diferencial é que, além das típicas barraquinhas, a festa apresenta a história do evento em peças teatrais com direito a muita música e dança.

 

5. Bumba-Meu-Boi, em São Luís (Maranhão)

Bumba Meu Boi, em São Luís – Maranhão (Foto: Marcos Leandro Lago Palhano / Wikimedia Commons)

 

Para quem quer curtir uma festa diferente, mas muito tradicional, o Bumba Meu Boi é uma excelente opção! A tradição surgiu no século 18 e, ainda hoje, faz muito sucesso, tanto na capital São Luís quanto no restante do estado do Maranhão. A festa costuma começar no dia de Santo Antônio (13 de junho) e ir até o dia de São Marçal (30 de junho).

Os grupos folclóricos saem nas ruas para contar a história de Catrina e seu marido, que precisam ressuscitar o animal que mataram. A história é contada com muitas músicas, danças e atividades culturais. Você vai se apaixonar pelas cores e pelo ritmo do Bumba-Meu-Boi!

E, claro, aproveite a festa para conhecer mais da cultura – e da culinária – local. A torta de camarão e o arroz de cuxá são delícias imperdíveis!

 

Marque presença em todas essas festas juninas garantindo suas passagens aéreas baratas com a gente e aproveite as melhores tarifas para o Nordeste.

Deixe um Comentário