O que fazer em Morro de São Paulo: tudo que você precisa saber!

Procurando o que fazer em Morro de São Paulo? Um dos paraísos da Bahia e destino cada vez mais procurados por quem procura por dias com o pé na areia, essa é uma viagem que precisa estar na sua lista!

O lugar é incrível e te promete uma experiência bem diferente. Com cerca de 6 mil habitantes, ruas de areia e até mesmo a proibição do trânsito de veículos particulares, a ilha é uma vila que vai te encantar com sua simplicidade. 

A verdade é que com praias desertas, trilhas a serem exploradas, mergulhos incríveis, esportes náuticos diversos e a maior tirolesa do Brasil, fica até difícil escolher o que fazer em Morro de São Paulo. Mas não se preocupe: a gente tá aqui para te ajudar a criar o roteiro!

O que fazer em Morro de São Paulo

A gente não está exagerando quando dizemos que existe muitas opções do que fazer em Morro de São Paulo. Para te ajudar a montar um roteiro bem a sua cara, separamos aqui algumas das nossas atividades e lugares preferidos na ilha para você lembrar de colocar na sua lista 😉 : 

  • Conhecer a Segunda Praia: um dos lugares mais procurados e badalados de Morro de São Paulo (tanto de manhã como à noite) não pode ficar de fora dos seus passeios, né?;
  • Assistir o pôr do sol da Toca do Morcego: com uma estrutura com direito a esteiras confortáveis e um cardápio delicioso, você consegue ter uma visão incrível das luzes do fim de tarde; 
  • Conhecer a Quarta Praia: essa é uma das praias menos exploradas da ilha e vai te dar uma sensação de refúgio paradisíaco; 
  • Subir no Farol: quer uma vista de tirar o fôlego? Com 120 degraus, o Farol de Morro de São Paulo te dá uma visão incrível da ilha e te permite ver até mesmo Salvador ao fundo da paisagem
  • Se aventure na maior tirolesa do Brasil: tenha a experiência de descer uma tirolesa incrível, a 320 metros de altura, com uma vista de deixar qualquer um de queixo caído. E se bater o medo, não tem problema: o lugar conta com um mirante que já faz a subida valer à pena!; 
  • Tenha uma dose de história com o Forte: o forte de Morro de São Paulo é visto logo na entrada do distrito e tem muita história pra contar. Apesar de não ser a atração mais conservada da ilha (infelizmente :/ ), esse é um ponto imperdível, principalmente ao cair do fim da tarde;
  • Visitar o centro histórico da ilha: nada como um passeio que te parece te fazer voltar no tempo. O centro histórico de Morro de São Paulo é basicamente um museu a céu aberto e vai te encantar. Não deixe de conhecer a Igreja Nossa Senhora da Luz, construída em 1628 e um dos patrimônios históricos da ilha; 
  • Passar um dia na Ilha de Boipeba: se você procura ainda mais descanso, esse é o lugar certo. Com águas clarinhas e uma vista de perder o fôlego, não dá pra deixar de fora do roteiro um dos lugares mais especiais da ilha!

Quando ir à Morro de São Paulo 

A ilha é um lugar diverso que combina com o ano todo. Por isso, a melhor época para viajar para Morro de São Paulo vai depender do tipo de experiência que você deseja ter! 

Dito isso, é muito importante que você saiba as diferenças entre das épocas de alta e de baixa temporada na vila.

Durante no verão, por exemplo, as temperaturas são bem mais altas, o tom do mar fica ainda mais azulada e até mesmo a temperatura da água muda, ficando mais morna. No entanto, essa é a alta temporada, e a além de um número maior de turistas, são esses os meses que recebem um número maior de jovens animados, a procura das festas que tomam as noites de Morro de São Paulo. 

Mas se você não está atrás de dias agitados e cheios, não tem problema: a baixa temporada, de abril à outubro, é o momento perfeito para você! Ah, mas é legal ficar de olho na época de chuva, que vai de maio a julho 😉

Como chegar em Morro de São Paulo 

Existem quatro opções para chegar à Morro de São Paulo. As opções podem parecer um pouco complicadas, mas vai por nós: a viagem vale muito à pena! 

Via Marítima 

Você pode optar por pegar embarcações como catamarãs e lanchas, que fazem o trajeto entre Salvador e Morro de São Paulo. É importante saber que o translado dura cerca de duas horas – mas é bom calcular o tempo sempre com meia hora a mais, uma vez que esse tempo pode sofrer alterações a partir das condições climáticas. 

Via aérea 

Essa é a opção mais rápida até Morro de São Paulo! 

Você pode pegar um voo no próprio aeroporto de Salvador que te leva diretamente para a ilha em uma espécie de táxi aéreo. O trajeto dura cerca de 20 min e a vista lá de cima é simplesmente maravilhosa!

Uma dica é usar a empresa Flapper, que oferece fretamentos entre Salvador e Morro de São Paulo, com 3 diferentes opções de pouso. As aeronaves disponiveis variam desde um helicóptero Esquilo B, com capacidade para até 5 passageiros, até os turbo-hélices Caravan (9 lugares) e Xingu (5 lugares): taxi aéreo para Morro de São Paulo com a Flapper.

Essa opção consegue atender de 5 a 9 passageiros por vez e você precisa reservar antecedência, principalmente se seu grupo tiver um número maior de pessoas. 

Outra opção são voos diretos para Morro de São Paulo operados pela companhia Azul Linhas Aéreas. Esse serviço é oferecido apenas aos sábados e parte de vários dos grandes aeroporto do país. 

Nessa opção, você vai aterrissar  no Aeroporto de Valença e precisa contar com um serviço de táxi até Morro de São Paulo em um trajeto curto, de mais ou menos 15 min. 

Via semi-terrestre

Com essa opção você vai dividir seu trajeto entre transportes terrestres e marítimos. 

A ideia é que você pegue um translado no Aeroporto de Salvador até o terminal marítimo do Mercado Modelo (esse trajeto dura cerca de 50 min). Uma vez ali, você vai utilizar o serviço de transporte público até o terminal marítimo de Mar Grande, na Ilha de Itaparica. 

Após esse trajeto de barco, que leva em média 40 min, você pode utilizar um serviço de ônibus, micro-ônibus ou van para percorrer 130km até o atracadouro de Bom Jardim, onde você vai encontrar sua baldeação: uma lancha ou barco até Morro de São Paulo.   

Via Terrestre

Optando pela via terrestre, você já deve ter em mente que você vai chegar próximo à Morro de São Paulo apenas (afinal, na ilha não entram carros particulares, né?). 

A ideia é que você dirija até a cidade de Valença, que é o perímetro urbano mais perto do seu destino final. Para chegar até ali você pode vir pela BR324, pela BR 101 ou diretamente do Terminal Marítimo de Salvador (utilizando um Ferry Boat e depois seguindo pela BA-001). 

Uma vez em Valença, você pode deixar seu carro numa das diversas opções de estacionamento por ali ou pode deixar o veículo no próprio Atracadouro Bom Jardim. Depois de escolher um bom lugar para guardar seu carro, você pode utilizar um dos serviços de lanchas e barcos que saem em direção à Morro de São Paulo diariamente. 

O que você deve saber antes de viajar à ilha 

o que fazer em morro de são paulo

Cada lugar tem suas particularidades e é importante que você saiba delas antes de arrumar as malas e partir. 

A primeira coisa que você precisa saber sobre Morro de São Paulo é que existe uma taxa de turismo na ilha. Isso quer dizer que você deve separar R$15 por pessoa para a TUPA (Tarifa por Uso do Patrimônio Histórico do Arquipélago). 

Essa taxa cai para R$7,50 no caso de estudantes e portadores de necessidades especiais. Para turistas com idade até 5 anos ou acima dos 60 você pode solicitar a isenção da TUPA. 

Outra informação legal de ter ciência é o fato de não existirem agências bancárias na ilha. Por lá você vai encontrar apenas um caixa eletrônico do Banco do Brasil, uma Casa Lotérica e um posto de serviços do Bradesco. 

Mas tenha em mente que durante a alta temporada o dinheiro para saque nos caixas pode acabar e demorar a ser reposto. Por isso, por mais que a maioria dos estabelecimentos aceitem pagamentos em cartão de crédito, é interessante que você se prepare para possíveis inconvenientes levando uma quantia de dinheiro em espécie. 

 

Morro de São Paulo é uma experiência incrível e a ilha promete te surpreender muito! Bora fazer essa viagem acontecer? 

 

Deixe um Comentário