Brasília

icon-desk-cama@2x Created with Sketch. Onde Ficar
icon-desk-star@2x Created with Sketch. Noite em Brasília
icon-desk-star@2x Created with Sketch. Museus
icon-desk-talher@2x Created with Sketch. Onde Comer
icon-desk-talher@2x Created with Sketch. Café da Manhã
icon-desk-star@2x Created with Sketch. Passeios Diferentes
icon-desk-star@2x Created with Sketch. Roteiros

Esqueça a política e conheça a outra face de Brasília

Ao escutar a palavra Brasília, qual é a primeira coisa que vem à sua cabeça? Com certeza a resposta tem a ver com política, não é mesmo? Mas saiba que a capital do nosso país vai muito além disso. 

 

Sabendo das diversas opções culturais e gastronômicas oferecidas, fizemos o guia de Brasília com informações sobre quais são os melhores pontos turísticos, hotéis, museus, restaurantes, bares, baladas e muito mais.

Continue lendo, e veja o que você precisa conhecer da cidade! 

O que dizer sobre Brasília?

Em 1957, durante o governo de Juscelino Kubitschek, o Brasil assistiu à construção de Brasília, uma das maiores experiências urbanísticas do século passado.  

 

Projetada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, a capital foi erguida em apenas três anos, e apresentou uma verdadeira revolução na arquitetura brasileira. 

 

Diferentemente de outras grandes metrópoles, Brasília não surgiu sob um processo histórico ou econômico, tudo foi pensado e planejado. Existem planos urbanos e urbanistas para a cidade. Mas o que motivou JK a levar a capital do Rio de Janeiro para o cerrado goiano? 

 

A ideia era estimular a interiorização do país. Afinal, mais de 70% da população vivia no litoral. Além disso, o intuito era integrar o Norte e Nordeste com as regiões Sul e Sudeste, pois Brasília está no Centro-Oeste, bem no meio do mapa.

Siglas e regiões

vista aérea da cidade de Brasília

Imagem: MTur. Governo do Distrito Federal/Bento Viana

A região do Plano Piloto é dividida em Asa Sul e Asa Norte, onde estão localizadas residências e embaixadas. Enquanto isso, o Eixo Monumental abriga os setores governamental e administrativo, como a Praça dos Três Poderes que contém o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF). 

 

Já o Eixo Rodoviário é constituído pela asas Sul e Norte e parte central, onde fica a Rodoviária do Plano Piloto. Em cada uma das asas, existem quadras, entrequadras e superquadras residenciais. E é daí que vem as siglas, comuns para brasilienses, mas estranhas para turistas. 

 

A seguir, descubra o que elas significam e saiba como se locomover pela capital. 

 

  • SQ: Superquadra;

  • CL: Comércio Local;

  • EQ: Entrequadra;

  • SAI: Setor de Áreas Isoladas;

  • SB: Setor Bancário;

  • SA: Setor de Autarquias;

  • SH: Setor Hoteleiro;

  • SRT: Setor de Rádio e Televisão;

  • SD: Setor de Diversões;

  • SGA: Setor de Grandes Áreas;

  • SHL: Setor Hospitalar Local;

  • SMH: Setor Médico-Hospitalar;

  • SMU: Setor Militar Urbano. 

Qual a melhor época do ano para conhecer Brasília?

É comum o uso de umidificadores de ar por toda a cidade: Brasília é conhecida pelo seu clima seco e árido em grande parte do ano. 

Entre julho e setembro, os efeitos da falta de chuva são percebidos com maior facilidade. Turistas sofrem com lábios secos e rachados, desidratação e, no pior dos casos, desmaios por causa do forte calor. 

A primavera e o verão já trazem o período das chuvas, com tempestades que alagam ruas e estragam passeios ao ar livre. 

Por isso, os meses mais adequados para visitar a capital são entre maio e julho, pois há menos chuva e as temperaturas são agradáveis.

Quanto custa viajar para Brasília

O valor de uma viagem para Brasília varia muito de acordo com o perfil do viajante e a época do ano. De forma geral, uma refeição simples pode custar em média R$30,00 e o preço das hospedagens depende do tipo de hotel, acomodação e região.

 

Sua localização estratégica permite que vários vôos cheguem ao aeroporto local, então há maior versatilidade no valor do transporte. Confira os mais baratos abaixo:

Muitos dos principais passeios são gratuitos, o que facilita os gastos com turismo, mas é recomendado separar uma reserva voltada para esse fim, principalmente levando em conta a locomoção por toda a cidade.

 

Leia também: Museus de Brasília: opções para curtir um dia cultural na capital

Onde se hospedar na capital brasileira

Sem dúvida alguma, a localização é tudo em Brasília. Afinal, grande parte das atrações, incluindo hotéis, estão no Plano Piloto, entre as asas Sul e Norte. 

A Asa Sul, por sua vez, abriga o Setor Hoteleiro Sul e o Setor Comercial Sul, onde existe metrô, um shopping,  diversos bancos e, claro, boas opções de hospedagem. 

A Asa Norte é um bairro mais novo do que a Sul, até porque a região citada acima foi a primeira a ser povoada em Brasília. A Norte não é tão cheia, possui algumas quadras vazias, reduzindo o trânsito. 

Por lá, é possível encontrar restaurantes e bares bem legais. Assim como ótimas hospedagens. Porém, a malha metroviária não chega até a Asa Norte. 

Além disso, outros tipos de hospedagem, como hostels e pousadas, ficam em regiões mais afastadas, principalmente nas cidades satélite e na orla do Lago Paranoá. 

Vale destacar que os dois únicos hotéis 5 estrelas brasilienses estão longe do centro, mais precisamente na Vila Planalto, considerada como uma região nobre.

 

O local acolhe a casa do presidente, mais conhecida por Palácio da Alvorada, e a Esplanada dos Ministérios. Ou seja, é perto de pontos bem procurados por turistas.

O que fazer em Brasília

Brasília oferece várias opções de programações e atrações tanto para o período do dia quanto para quem prefere sair de noite. Confira o que você pode fazer em Brasília:

Passeios em Brasília durante o dia

Congresso Nacional

Localizado no Eixo Monumental, principal via da cidade, o Congresso Nacional também foi projetado por Oscar Niemeyer. A semiesfera virada para baixo abriga o Senado. Já a semiesfera à direita é a Câmara dos Deputados.

Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes está na parte de trás do complexo do Congresso Nacional. O nome se deve ao fato de ser a casa das três esferas do poder público: executivo, legislativo e judiciário.

Palácio do Planalto

Ao lado do Congresso Nacional, o Palácio do Planalto é outra grande atração da cidade. Os pilares e os espelhos d’água são marcas registradas da construção.

Palácio do Supremo Tribunal Federal

O STF, mais alta instância do poder judiciário, é a suprema corte brasileira. Muitos podem não lembrar das características do edifício, mas se recordam da escultura “A Justiça”, posicionada bem em frente ao Palácio do STF. Existe também um museu institucional, criado para armazenar e preservar acervos documentais, fotográficos e mobiliários, por exemplo.

Catedral de Brasília

Sem dúvida, a Catedral de Brasília é um dos principais cartões postais da capital. Ela foi idealizada por Niemeyer e inaugurada em 1970. A arquitetura da parte interna é singular, não se assemelha a nenhum outro templo. No lado de fora, a praça possui quatro esculturas de bronze e um campanário com 20 metros de altura.

Jardim Botânico

Situado no Lago Sul, o Jardim Botânico, ou apenas JBB, foi fundado em 1985. Atualmente, oferece diversas opções para um programa mais zen, como bosques, jardins, praças, uma biblioteca, um anfiteatro e até mesmo um centro de pesquisas, o Cerratenses.

Passeios em Brasília à noite

O que fazer em Brasília à noite? Opções também não faltam na cidade. 

Sempre dizemos que uma das partes boas de uma viagem é poder sair da rotina a que já estamos acostumados – e uma das nossas coisas favoritas nesse sentido é sair para explorar a vida noturna da cidade. 

As melhores opções para curtir a noite brasiliense estão nas asas Sul e Norte. Os bares são as principais atrações, como o tradicional Beirute, o Bar Brasília, o Piauí e o Dudu Bar, rico em variedades culinárias e de bebidas. Para os amantes de música ao vivo, o Bar Brahma é uma parada imperdível.  

Já para quem prefere o agito ao invés de porções e chope gelado, as baladas e casas noturnas caem como uma luva. 

Confira as melhores opções do que fazer em Brasília à noite.

Onde comer em Brasília

Antes de mais nada, é bom reforçar que tem comida para todos os gostos. E não poderia ser diferente em uma cidade que reúne 80 embaixadas e imigrantes de todas as regiões do país.  

Por conta da qualidade e diversidade da comida, Brasília é considerada um dos principais polos gastronômicos do Brasil. 

A Comercial 404/405, a Norte 213/214 e a Sul 201/201 são alguns dos destinos mais procurados por turistas. Afinal, vários restaurantes estão lá, desde árabes até comida nordestina. 

Falando no Nordeste, o Xique-Xique serve a melhor carne de sol da cidade. Já a gastronomia internacional está presente no Nippon, Lagash, Corrientes 348, El Paso e Villa Tevere. 

Figueira Rubayat, Grand Cru, Coco Bambu e Mangai também são ótimas pedidas, mas os preços costumam ser salgados. 

Aos que gostam da culinária popular, uma visita às feirinhas será um passeio perfeito. Por outro lado, para quem prefere praticidade, que tal fazer a refeição na praça de alimentação dos diversos shoppings presentes na capital?

Prontinho, você sabe tudo em relação à nossa capital. Não apenas conhece os melhores lugares para comer e beber, como também para se divertir. Agora, só falta planejar a viagem. E que tal começar pelas passagens aéreas?

Deixe um Comentário